Quartel do Exército em Curitiba proíbe militares de irem a acampamento pró-Lula e infiltra agentes entre manifestantes

Acampamento em Curitiba

O quartel general da 5ª Região, em Curitiba, proibiu seus soldados de frequentarem o acampamento pró-Lula. A informação foi passada ao DCM por uma fonte ligada ao Exército.

Foi emitido um informativo que circulou nos quartéis, vetando a circulação nas imediações da Polícia Federal, onde Lula está preso, mesmo à paisana e, se forem encontrados, terão que se justificar.

Segundo a denúncia, manifestantes estão sendo fotografados por soldados infiltrados.

Os protestos pró-impeachment não foram alvo desse tipo de preocupação. Os militares puderam frequentar tranquilamente, com suas famílias, as manifestações.

Esse quartel general, localizado no bairro do Pinheirinho, foi cogitado como possível destino de Lula.

Segundo o colunista Lauro Jardim, o motivo para a transferência era que a presença do ex-presidente na Superintendência da PF — “ou mais precisamente da imprensa e da militância petista e antipetista” — estava inviabilizando o dia a dia dos policiais no local.

Como ele foi chefe das Forças Armadas, o lugar apropriado é uma unidade militar.

Quartel em Curitiba

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here