Pinheirinho X John Stuart Mill

Pinheirinho

 

Leia estas palavras de John Stuart Mill, um dos grandes construtores do pensamento liberal do Ocidente.

Quando o ‘direito sagrado da propriedade’ é evocado, devemos sempre lembrar que tal direito não se aplica no mesmo grau à propriedade de terra. Homem nenhum fez a terra. É a herança original de toda a espécie humana. Apropriar-se dela se justifica apenas no trabalho que a melhore. Quando a propriedade privada na terra não se traduz nisso, ela é injusta. O princípio essencial da propriedade é assegurar a todas as pessoas que é delas o que acumularem com seu trabalho e suas economias. Este princípio não é válido em algo que não é fruto do trabalho. A propriedade da matéria prima do planeta – a terra – só é válida quando o dono a aprimora. Nenhuma teoria sustenta que o proprietário de terra pode fazer dela, simplesmente, uma sinecura.

Agora reflita sobre a desapropriação brutal de Pinheirinho – e veja, ainda uma vez, o tamanho do absurdo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here