O Brasil ganhou uma nova heroína nestas Olimpíadas: Cris Dias, a jornalista que nocauteou William Waack no ar. Por Paulo Nogueira

Waack não contava com aquela
Waack não contava com aquela

O Brasil ganhou uma nova, e absolutamente improvável, heroína nestas Olimpíadas.

As redes sociais a estão louvando delirantemente nesta quinta.

Trata-se de Cris Dias. Seu feito foi nocautear ao vivo, no Jornal da Globo, William Waack.

O vídeo viralizou.

Ferina e espirituosa, ela notou que Waack não lhe dera boa noite porque ‘não tivera tempo’ para isso. Depois, ao começar a falar sobre vôlei, diante de uma interrupção de Waack, ela cortou, seca: “Quer continuar?”

Desconcertado, o rosto com a expressão de quem pensa ‘não contava com essa’, ele disse não. “Segue você.” Aqui, você pode ver a cena.

A euforia nas redes sociais se explica sobretudo na antipatia que Waack desperta em grande parte do público.

Ele transmite a imagem de um sabe tudo, um sujeito arrogante e desagradável.

Fora isso, num público mais politizado, ele é detestado. É visto como um dos precursores do jornalismo de guerra movido pela Globo contra Lula, Dilma e o PT.

É um dos nomes mais destacados da tropa de choque dos Marinhos, ao lado de jornalistas como Merval Pereira, Míriam Leitão, William Bonner e Ali Kamel.

Dizem que sentar ao lado de Waack no Jornal da Globo é uma das experiências mais atrozes que alguém pode ter.

Cris está há pouco tempo naquela cadeira, e parece ter sido vítima do que o francês Rochefoucald chamou de “triunfo da esperança sobre a experiência”. Numa entrevista à Veja, pouco tempo depois da estreia no Jornal da Globo, ela disse que estava aprendendo muito com Waack, um cara “divertido” nos bastidores, um “querido”.

Pela reação desta quarta, a alegria parece ter durado pouco. Muito pouco.

Nas redes sociais, alguns poucos defensores de Waack lembraram que Cris é uma mulher explosiva. Isso porque ela virou notícia policial, alguns anos atrás, ao atacar o ex-marido, um ator, no curso da separação. Ele deu queixa na Justiça contra ela.

Mas essa lembrança feita por alguns virou nada diante dos aplausos de pé nas redes sociais a Cris Dias.

Se as pessoas tivessem o poder de premiar alguém nas Olimpíadas, dariam uma medalha de ouro a ela.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here