O ativista de ultradireita e desafeto de Lobão que está “pautando o PSDB”

Kim Kataguiri
Kim Kataguiri (reprodução do Facebook)

 

“Parabéns aos que foram às manifestações de hoje. Pressionaram o bunda-mole do José Serra e obrigaram-no a falar sobre o Foro de São Paulo. É assim mesmo, nós, que fazemos oposição de verdade, temos que pautar o PSDB, e não o contrário.”

Kim Kataguiri, o autor das frases acima, se define como “liberal, mais conhecido como coxinha, reacionário ou capitalista explorador dos meios de produção. Oprimindo socialistas desde 1996”. Havaiano de filme, de profissão indefinida — “apresentador e comentarista”, diz ele, uma espécie de “modelo e atriz” –, Kataguiri é o autoproclamado líder do Movimento Brasil Livre, que esteve por trás das últimas manifestações pelo impeachment.

Nenhuma delas foi, assim, um sucesso de público. Aliás, muito pelo contrário. Mas Kataguiri e seus amigos conseguem fazer um certo barulho na Internet. Na vida real, o grande feito do MBL foi ter um de seus membros alvejado uma arma taser na famosa fuzarca dos aloprados no Congresso.

Não se sabe de onde vem o dinheiro para alugar os carros de som do tal MBL. “Doações”, é o que os integrantes alegam. Kataguiri tem 12 mil seguidores no Facebook. Assina um texto num site pedindo grana.

“Faço vídeos para você aprender e dar risada. Dar risada dos discursos do Lula, da Dilma. Dar risada dos ‘argumentos’ marxistas, social-democratas e afins. Dar risada de Cuba, da Coreia do Norte, da Venezuela. Dar risada da sua própria desgraça. Enfim, dar risada da esquerda e do que ela faz”, escreve. Termina pedindo o “troco do pão” para comprar “um pastel (de flango)”. Flango, sacou? Ha.Ha.Ha.

Ele “dirige” um canal no YouTube chamado Ficha Social, que tem provavelmente a maior coleção da história do universo de narradores com voz metálica. O repertório é conhecido: denúncias contra o bolivarianismo, os “esquerdopatas”, o petismo e, claro, o Foro de São Paulo. Para ter uma ideia do nível de direitismo de Kim, Lobão preferiu se distanciar. “O cara está completamente maluco. É uma pena”, magoou-se Kataguiri.

Em sua megalomania, o pequeno Kim se prometeu há alguns meses: ia colocar a expressão Foro de São Paulo no horário nobre. Tanto fez que conseguiu que José Serra, o “bunda-mole”, aparecesse num protesto e mencionasse o famigerado Foro.

Apesar da arrogância típica de quem sabe muito pouco sobre muita coisa, Kim e seus colegas não estão totalmente errados em seu diagnóstico. Eles estão pautando o PSDB em sua caminhada histérica rumo a sabe-se lá onde. Só fica difícil saber quem está usando quem — o que não importa muito, já que o que vale é ter pastel de flango para os dois. Sacou?

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here