‘Game of Thrones’ é a série mais pirateada de todos os tempos — e isso é uma boa notícia

Como a internet está forçando os canais a cabo, como a HBO, a rever seus conceitos.

"A pirataria vem quando você tem uma série bem sucedida num canal de assinatura"
“A pirataria vem quando você tem uma série bem sucedida num canal de assinatura”

Game of Thrones é o seriado mais pirateado de todos os tempos. E a HBO está feliz com isso.

Está?

Bem, pelo menos o presidente de programação diz que sim. “Eu provavelmente não deveria estar falando isso, mas é um tipo de reconhecimento”, disse Michael Lombardo. “A demanda está aí. E certamente não afetou negativamente as vendas de DVDs. A pirataria vem quando você tem uma série bem sucedida num canal de assinatura”.

O diretor, David Petrarca, afirmou que os downloads não-autorizados fazem mais bem do que mal e são responsáveis pelo “buzz” necessário para manter sua relevância e sobrevivência. Em 2012, foram 4 milhões de downloads por episódio das duas temporadas. O primeiro episódio da terceira teve mais de 1 milhão de downloads num único dia.

Uma das razões por que isso acontece é que os capítulos vão ao ar nos EUA antes do que no resto do mundo. Quem não quer esperar, baixa mesmo (depois dos americanos, os maiores piratas são os ingleses e os australianos).

E há outra razão: as emissoras a cabo estão perdendo terreno para – surpresa! – a internet. Canais da web, como NetFlix, são mais baratos e representam uma tendência crescente (a HBO só libera o sinal do HBO Go para quem é assinante da TV).

Francamente: você, que tem o pacote super-hiper-extra-mega-plus da Net, assiste quantas horas por dia? Ainda mais quando o console do game do seu filho tem agora o YouTube e outras coisas no seu televisor, ao alcance dos seus dedos estafados.

No ano passado, alguns fãs criaram a campanha “Pegue Meu Dinheiro, HBO!”. Os malucos querem convencer a HBO a oferecer Game of Thrones e outros produtos por streaming – e estão dispostos, sim, a desembolsar uma grana por isso. A empresa respondeu que adorava a ideia, mas que ela não fazia sentido financeiramente.

Com a pirataria nesses níveis, porém, logo, logo, a HBO vai ser obrigada a rever seus conceitos. Neste momento, alguém do departamento financeiro está calculando quanta grana não está entrando no caixa.

Enquanto ela não abre mão da receita das assinaturas, milhões e milhões de adoradores de Game of Thrones, com seu mundo fantástico de anões, reis, princesas, demônios e dragões, estarão assistindo suas aventuras na faixa. E, de acordo com alguns executivos da HBO, ninguém precisa se sentir culpado por isso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here