Seinfeld ressurge em nossos dias. No Twitter

A melhor sitcom de todos os tempos entra na era do Facebook e dos energéticos

A melhor sitcom de todos os tempos acabou em 1998 no auge. Foram oito anos que estabeleceram um novo padrão para o humor na televisão – padrão, aliás, que nunca foi batido. Um antigo fã teve uma ideia: criou uma conta no Twitter chamada Modern Seinfeld (@SeinfeldToday), em que imagina as aventuras de Jerry, Kramer, Elaine e George na era do Facebook, da Apple, dos smartphones e de Obama. É engraçado como às vezes 1998 parece mais distante do que 1928.

O autor é Jack Moore, um editor de esportes do site BuzzFedd, que também faz free lances como roteirista. São episódios encapsulados em 140 caracteres. Numa dessas histórias de sucesso típicas da internet, em um dia ele já tinha mais de 150 mil seguidores – e contando. Moore se disse surpreso com o êxito instantâneo. Jason Alexander, aka George Costanza, passou a segui-lo. Jerry Seinfeld ainda não embarcou. Ainda.

Se você não acompanhou o seriado, a recomendação é: esqueça. Se gosta, é uma pequena maravilha. “Kramer briga com um gênio da Apple. Elaine sai com um condutor de trem gostosão e é expulsa do cinema por mandar mensagens no celular”.

Alguns dos tuites de Modern Seinfeld:

Kramer dá uma palestra no Ted cheia de palavras sem sentido e é aplaudido de pé. George descobre que existe um ator pornô chamado George Costanza.

Kramer acidentalmente reinicia o moviemento Ocupe Wall Street. A nova namorada de Jerry assiste a Fox Nex. George ofende um colega negro.

George arruma um carro que estaciona sozinho, mas ainda bate enquanto para. Jerry tenta tomar chá. Kramer abre uma loja de penhores.

Elaine finge que mora no Brooklyn para poder se encontrar com um cara bonito e mais novo. Kramer se vicia num energético. Os pais de George descobrem o Skype.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here