A Globo tenta viabilizar Huck para governar sem intermediário. Por Joaquim de Carvalho

Eles

A Globo entrou na disputa eleitoral da maneira mais escancarada. Colocou no ar hoje Luciano Huck, juntamente com a mulher, Angélica, para falar sobre política. Huck disse algo como a necessidade de valorizar o voto, fez um chamado à sua geração para participar da política, e Angélica lembrou que a situação está difícil, a classe política perdeu credibilidade.

O pretexto para colocar o casal no ar foi um quadro chamado Divã, em que o casal Angélica e Luciano Huck deu conselhos para um bom relacionamento matrimonial. Tudo fachada. O que menos falou foi sobre questões pessoais.

A Globo está tentando é turbinar a candidatura de Huck, apresentá-lo como alternativa na disputa eleitoral. Faustão lembrou que Huck tem 40 milhões de seguidores do Twitter e mantém o Instituto Criar, de formação de mão de obra para a televisão.

Fazia tempo que a Globo não se envolvia tão descaradamente na disputa política. A última foi em 1982, quando se associou a aventureiros de uma empresa chamada Proconsult que, em conluio com a Justiça eleitoral da época, fraudar as eleições de 1982.

O inimigo do regime à época era Leonel Brizola. Favorito na pesquisa, a Justiça eleitoral inverteu a lógica da apuração e contabilizou primeiramente os votos do interior do Estado, antigo Estado da Guanabara, onde Moreira Franco, genro de Amaral Peixoto, era favorito. Nos primeiros dias de apuração, Moreira Franco apareceu na frente, o que gerou protestos e a Globo foi obrigada a divulgar projeções de políticos que indicavam a vitória de Brizola.

Quem alertou a equipe de Brizola para a tentativa de fraude foi um profissional que trabalhava na TV Globo, Homero Sanches Icaza.

A emissora se dividiu e Boni pressionou internamente para que a Globo cessasse a farsa. “Todo mundo sabe que o Brizola ganhou. Se continuarmos dizendo que o Moreira está na frente, sem fazer a ressalva, vão dizer que estamos roubando a eleição”, afirmou, numa tensa reunião da direção da emissora.

Quando trabalhava na TV Globo, fui pautado em 1999 para fazer a apuração sobre o caso e contar a versão da emissora. Eu procurei um antigo executivo da empresa , que respondeu a meu pedido de entrevista de maneira irônica: “A Globo vai falar sobre o Proconsult? Isso é loucura”, disse. Boni não quis dar entrevista, apesar de eu fazer a solicitação em nome da direção de jornalismo da Globo.

A reportagem acabou não indo ao ar, o que já era esperado. Não havia elementos convincentes para excluir a emissora de participação no esquema de tentativa de fraude. Havia, sim, elementos fortíssimos de participação de um juiz eleitoral, que contratou a Proconsult, que ofereceu parceria à emissora, para divulgação antecipada dos dados totalizados pela empresa. A Globo preferiu fazer uma apuração autônoma, mas, no final, deu no mesmo: os dados do interior colocavam Moreira Franco na frente.

Em seu livro sobre a ditadura, com base nos arquivos do general Golbery do Couto e Silva, é relatado o episódio, com a informação de que a agência do SNI, a agência de espionagem da ditadura, tentou, sim, fraudar a eleição de Brizola. Manifestações populares impediram a concretização do plano.

Com Luciano Huck, a Globo volta a se envolver diretamente na disputa eleitoral. Huck já se envolveu em política, ao permitir que sua imagem fosse usada por Aécio Neves, os dois expostos juntos.

Em 2014, a imagem de Huck no pequeno grupo que acompanhava a divulgação do resultado eleitoral fala por si. Mostra sua tensão e, depois, quando ficou claro que Dilma havia vencido, ele se retira.

No programa do Faustão, Huck disse que é preciso rejeitar a grande corrupção — “os políticos que roubaram milhões” —, mas é necessário também dar o exemplo. Ele falou que devemos ser exemplos para nossos filhos.

Exemplo? Nesse quesito, Huck foi reprovado. Ele respondeu a um processo criminal por se apropriar de área pública em Angra dos Reis, parte do mar, inventando um projeto de maricultura para cercar parte da água e impedir a aproximação à sua ilha particular.

“Somos exemplos para nossos filhos o tempo todo”, destacou Angélica.

Huck, para não se condenado no processo de crime ambiental, fez uma transação com o Ministério Público e aceitou pagar indenização e participar de reuniões de grupos ambientais.

Huck falou de politica quase o tempo todo no Faustão, sem tocar em assuntos espinhosos, claro. Faustão levantava e ele cortava. “Não existe salvador da pátria”, “A solução é a educação”, “Nosso povo é maravilhoso”. Frases de candidato.

Disse também que as pessoas devem ter oportunidades iguais, justamente o que a Globo não proporcionou ao colocar Huck no Faustão para alavancar seu nome. No final, Faustão fez a pergunta direta. “Você é candidato a presidente?”

Respondeu Huck:

“Minha missão este ano é tentar motivar as pessoas a que votem com muita consciência e que a gente traga os amigos que estão a fim para ocupar a política, senão não vai ter solução. Eu jamais vou ser o salvador da pátria. O que vai acontecer na minha vida, eu também não sei. Eu amo o que faço, eu amo estar todo sábado na televisão, eu gosto muito de estar com as pessoas e contar as histórias. O que o destino, que Deus espera para mim, eu vou deixar rolar. Neste momento, agora começo de janeiro, ainda acho que o meu papel com esse microfone na mão e aqui na TV Globo e motivando as pessoas pode ser talvez até mais importante do que estar lá. Mas eu vou participar, eu vou botar a mão na massa, eu quero ajudar, eu acredito muito no Brasil e contem comigo para tentar melhorar essa bagunça geral aqui.”

É candidato, e se houvesse Justiça no Brasil a Globo, como concessionária de um serviço público, deveria ser punida. É propaganda antecipada, abuso de um poder que nenhum outro candidato teria.

O golpe agora se completa: A Globo participa da operação que procura destruir a classe política para poder governar sem intermediários. Quer ter um empregado lá, um empregado milionário.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here